Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estendal Enferrujado

Estendal Enferrujado

28
Out15

Li e gostei #1

Madalena

Cheira tudo a flores, o fim das coisas cheira a flores, não é a esgoto e a podre. Zé, Zé, Zé, gritava a mãe, e a morte a lamber-nos as costas, sem parar, com a ponta da língua muito fina a passar pelos corpos dos vivos, como quem toma um aperitivo.

E, enquanto o padre mandava o pó voltar ao pó, eu abençoava Deus com blasfémias.

 

Flores

Afonso Cruz